Até isso sabemos nós

Sabes lá tu o mal que me fazes, que se soubesses deixarias todas as dúvidas a um canto fechadas em mil arcas encadeadas só para não infligir em mim toda esta dor que a tua ausência me tem causado. Assim penso eu, que sonho com o cumprir de promessas outrora consumadas, que me debato com a incapacidade de um amor tão grande se tornar perceptível quando tudo assim o poderia ser. Mas fomos cegos, sei lá eu porquê, que já não bastava a surdez causada pelo silêncio que nos assombrava ou todas as vezes que mudos ficámos com medo de o distorcer.
A vida é mesmo assim: anda às cambalhotas e a jogar às escondidas anda tudo o que a completa. De vez em quando lá vamos nós descobrindo onde estão ocultas todas essas peças fundamentais que só nos trazem dores de cabeça mas que sem elas tudo se tornaria pior. E tu és uma valente dor de cabeça que nem desaparecendo do mapa te afastaste da minha vida, sufocando cada vez mais o pouco ar que me resta.
O que é nosso volta sempre, e eu espero que tu sejas realmente meu. Já se faz tarde e se a demora se prolonga ainda morro de desgosto por te ver entre imagens e memórias de que não sei de que são feitas, mas com certeza em pó não estão que a ventania que corre não as faz arredar pé. E eu que já me perdi a contar o tempo em dezenas de mãos, ando por aqui feita louca a chorar por dentro tudo o que não sou capaz de chorar por fora, pois até a mim tento negar este amor que a ti me une. Um amor inaceitável visto que o teu corpo é abraçado todos os dias e todas as noites por braços que não meus.
Sei lá eu porque raio o destino nos afastou. E de certo não sabes tu o que causaste quando me arrancaste desse mundo que nem é teu. Mas somos loucos, e até isso sabemos nós, que negar o que se sente é morrer em suicídio, bem pior que uma corda ao pescoço ou uma bala no peito, de tão lento que é, qual veneno diário que vai atrofiando tudo aquilo de que somos feitos, até restar apenas o coração, que chorando mais do que o que devia, morre consumido pela falta do que o faz viver.

Comentários

Daíse disse…
Que delícia de cantinho!!! Quero ficar aqui por mais tempo !!!!
Adorei!!!
Bjo!
Gabriela disse…
adoro princesita, we have a lot to talk about*
<3
Ricardo Óscar disse…
Este texto está mesmo muito bom, parabéns!

Mensagens populares