O verdadeiro gesto de amor

Aquilo que de verdadeiramente significativo podemos dar a alguém é o que nunca demos a outra pessoa, porque nasceu e se inventou por obra do afecto. O gesto mais amoroso deixa de o ser se, mesmo bem sentido, representa a repetição de incontáveis gestos anteriores numa situação semelhante. O amor é a invenção de tudo, uma originalidade inesgotável. Fundamentalmente, uma inocência.


Fernando Namora, in Jornal sem Data

Comentários

daniela disse…
adoro este post!
eu acho que te tinha dito, princesa :/
Daniela Filipa disse…
não era caso para despedidas,meu amor. é um até já!
Gabriela disse…
obrigada fofinha :b
é verdade, não por minha vontade acredita mas é verdade.. -.-
ly :b
Daniela Filipa disse…
dizes no verão fofinha do meu <3
Daniela Filipa disse…
julgo q saibas mesmo :s
ana . disse…
obrigada querida (:
inês. disse…
estive a ver o blog, e adorei :) sigo*

Mensagens populares