Tempo

O tempo é uma constante matemática representada em gráficos e equações. É algo que se sente passar por entre os dedos, impossível de agarrar, impossível de travar, impossível de o atirar contra uma parede e fazê-lo cair redondo no chão. O tempo não tem forma; metamorfoseia-se conforme quer, é dono do seu próprio nariz e nada o detém. Lembras-te do nosso tempo? Esse tempo que parecia não passar, que fazia os dias serem pequenos demais, que era sempre tão pouco ao teu lado, que era demasiado mágico para meros mortais como nós. O tempo não esperou por nós. Não esperou que tivéssemos as repostas todas na mão, as certezas infindáveis, a maturidade suficiente, o quanto-basta da eloquência. O tempo já vai longe; é impossível de o avistar e mais impossível é de o fazer regressar. Mesmo que fosses capaz de o fazer, eu mandava-o embora. Libertava-lhe da corrente que lhe puseste e deixava-o ir. Deixava-o ir com tudo o que tenho teu para que ficasse vazia mas liberta, sem cruzes nas costas ou pesos no peito. Deixava-o continuar como tem que continuar, como lhe é e sempre foi imposto, porque o tempo não pára, o tempo não espera e o tempo a ninguém pertence. As coisas importantes da vida nunca mudam. São estáveis, constantes, permanentes e são essas pequenas coisas que ficam sempre, apesar do pouco valor que lhes pomos nos ombros. O que não parte é o que é nosso, é o que quer ficar, é o que quer fazer parte da nossa vida como nada outra coisa poderia fazer. É o que se quer manter fixo em nós, é o que quer ser metade do nosso coração e suportar metade das nossas dores. É o que está à distância de uma simples mensagem, é o que vai dormir às 3h da manhã quando tem que acordar às 7h, é o que diz que nos odeia apenas para nos sacudir e acordar, é o que nos deixa impotentes pela falta de vista, é o que nos maltrata apenas pelo forte medo que esconde em cada entranha. O que é importante não se esquece, não se apaga nem com mil anos passados, faz parte da História de cada um e vale mais do que armaduras de reis antigos expostas em museus mundialmente conhecidos. E isto o tempo não leva. Mas como o tempo nos levou a nós, não éramos assim tão importantes.

Comentários

AnaMoreira disse…
"O que não parte é o que é nosso."
"Mas como o tempo nos levou a nós, não éramos assim tão importantes."
Grandes frases. :$
It's beautiful :)
daniela costa disse…
"O que é importante não se esquece, não se apaga nem com mil anos passados, faz parte da História de cada um e vale mais do que armaduras de reis antigos expostas em museus mundialmente conhecidos."
amei! sem palavras possíveis!
Vera Sousa disse…
Meu deus, como as tuas palavras chegaram a mim como explosivos! É pena quando assim acontece!
Muito sentimento, e um texto belíssimo.
G.G. disse…
Amei! Não me importarei se quiseres dividir as tuas dores comigo se isso te fizer sorrir! Estou sempre à distância de uma mensagem para ti e, se for preciso, faço directa!
You are My person, I'm Meredith and you are my Cristina Yang! :3
Gabriela disse…
O que há para dizer, não se diz com palavras! Apenas fica ao meu lado até ao fim das nossas vidas e isso vai falar por si!
Minha miuda ! (L)

Mensagens populares