Vem comigo

Vem comigo. Larga tudo, junta umas quantas coisas numa mochila que possas facilmente carregar, e não me deixes partir sozinha num avião pronto a descolar que em algumas horas aterrará do outro lado do oceano. Vem comigo e começa do zero. Abre o teu próprio ginásio, tu que és homem de fato e gravata com o espírito de um verdadeiro desportista, compra a casa dos teus sonhos e os carros que tanto desejas.
Eu não peço muito. Uma casa térrea com enormes estantes repletas de livros, um enorme jardim a rodeá-la e dois cães em correrias matinais. Tu, ao meu lado, sempre que acordo e sempre que adormeço, os teus beijos na testa em todas as ruas e o teu casaco sobre os meus ombros quando nalguma noite o vento decide deixar-me com pele de galinha e me penetra até me gelarem os ossos.
Talvez não seja justo. Na verdade, sei que não é legítimo puxar-te para os meus sonhos sem te deixar sequer a hipótese de ponderares e teres tempo de retrucar, mas não vou negar que te quero neles, como se tu fosses eu, inteiramente igual, até à última célula. Por isso, larga tudo e vem comigo para uma cidade que não é a nossa, lotada de gente que segue impreterivelmente as regras da moda parisiense, onde as mulheres são verdadeiras damas do tempo antigo e os homens ainda usam sapatos bem engraxados e roupa bem engomada.

Comentários

V'Andreia disse…
Pode não ser justo, mas às vezes o que mais desejamos acaba por acontecer :)

Beijinho*
carla sofia disse…
:') , obg *
- segui.te jáá
V'Andreia disse…
Não é justo abdicar - mos do nosso futuro por ninguém, mesmo que essa pessoa seja aquela que queremos pra vida inteira.

Enquanto abdicas do teu futuro essa pessoa pode deixar de existir na tua vida de um dia pro outro, enquanto que o teu futuro seria algo a longo prazo :)
V'Andreia disse…
Obrigada pelas palavras :)

Mensagens populares