Noites frias

Sinto-te sempre por perto, mesmo quando a distância que se encontra entre nós é um vasto oceano.
O teu cheiro entranhou-se no meu corpo e nunca mais saiu, mesmo com mil e um banhos depois do último dia em que estivemos juntos. Talvez aches que é tudo psicológico, e se calhar até se poderá encontrar alguma razão nisso, mas eu continuo a acreditar que o que me cobre a pele é realmente o teu cheiro, esse aroma que te acompanha todos os dias, sempre o mesmo mas sempre fresco e calmante.
Uma vez que partiste em viagem e me deixaste aqui, fecho os olhos mais vezes do que o normal só para ser capaz de ver a perfeita imagem em que me agarras pela cintura e me puxas contra ti para que te entregues em mais um apaixonante beijo. Fecho os olhos e relembro todas as palavras que me disseste antes de apanhares o avião e sorrio, sorrio pois cada palavra que dizes, por mais repetidas que sejam, nunca têm um repetido valor.
E é nestas noites frias que mais falta tua sinto. Nenhum cobertor de lã me aquece tão bem quanto o teu corpo aconchegado no meu, nem nenhuma almofada me faz adormecer tão bem quanto os teus braços.
Espero que voltes rápido e que tragas contigo tantas ou mais saudades das que eu guardo em mim. Espero que voltes rápido e que depois da tua chegada não partas mais, não me deixes em mais nenhuma noite fria, nem que seja preciso fechar os olhos para idealizar tudo aquilo que sei que me poderás dar. Espero que voltes rápido e que, seja em que circunstância for, fiques comigo e em mim, para que juntos sejamos um e nos aqueçamos em qualquer noite fria.


Comentários

gabriela disse…
Minha toninha, tens textos mesmo lindos, mas de ti não se espera outra coisa, o sr Lorça é que deve ficar todo babado (A)
Amo-te (L)
Salette disse…
... realmente esta criatura tem uma imaginação fantástica.
Um beijinho da tua Mummy ;-)
Anónimo disse…
Está lindo, Ângela :')


Joana Reis

Mensagens populares